EDUCADORES

26 agosto, 2008

Gestão do tempo


Recebo inúmeras reclamações de gestores que reclamam da falta de tempo parta realizar seu trabalho. “Gostaria de ter mais tempo no dia”, desejam muitos denunciando ser uma pena o dia ter “apenas” 24 horas.

A grande confusão está em saber distinguir alguns aspectos da rotina classificando-os como: urgente, importante, urgente e importante, mais ou menos importante, etc. Haja agenda para organizar tudo isso.

O problema se agrava quando nos colocamos no centro desse turbilhão de coisas a fazer e agrava-se quando pensamos que somente nós é que devemos e podemos fazer o trabalho. Aí, minha gente, não há tempo que sobre para nada.

Com algumas leituras e bastante treino é possível minimizar os efeitos nocivos da “super-gestão” e aproveitar melhor cada segundo da vida. Alguns verbos que seguem abaixo, se bem conjugados poderão ajudar a aumentar o nosso tempo.

Delegar – É preciso confiar nas pessoas que possam realizar aquelas tarefas que são fáceis para você, mas que gastam um a enorme quantidade de tempo. Delegue, confie e acompanhe.

Simplificar – Lembre-se que grandes planos tem início em pequenos e simples projetos. Não complique com excessos de “pedagogês” ou de burocracias desnecessárias. Faça o que é básico sem ser prolixo indo direto ao assunto. Isso poupa um bom e precioso tempo.

Desmarcar - Se existe alguma coisa em sua programação que não seja necessária, desmarque e dê espaço para coisas importantes. Ocupe-se daquelas atividades que somente você pode e deve fazer.

Adiar – Atenção pois, há uma grande diferença entre adiar e procrastinar. Adiar é atrasar ou prorrogar uma ação ou alguma coisa que está programada para um momento mais adequado em função de um contexto. Procrastinar é evitar alguma coisa por ter medo ou não gostar de fazer, produzindo um acúmulo de serviços que consumirão muito tempo.

Pesquise na literatura, pois há muitos autores que tratam dessa questão.

Você tem tempo para isso?

Postado por Michel Assali
o gostar de fazer, produzindo um acem conjugados poder menos impormo: urgente, importante, urgente e importante, etc.

4 comentários:

  1. Anônimo12:33 PM

    É isso mesmo!!!Se não gerenciarmos o nosso rico tempo, passamos o dia "apagando incêndios" e não cuidamos daquilo que é importante fazer!
    É muito importante distinguirmos a diferença do IMPORTANTE e do URGENTE, assim, caros Gestores, vai meu recadinho, se não cuidarmos do IMPORTANTE, ele vira URGENTE.
    Supervisora Monica Lopes

    ResponderExcluir
  2. Monica Lopes12:34 PM

    É isso mesmo!!!Se não gerenciarmos o nosso rico tempo, passamos o dia "apagando incêndios" e não cuidamos daquilo que é importante fazer!
    É muito importante distinguirmos a diferença do IMPORTANTE e do URGENTE, assim, caros Gestores, vai meu recadinho, se não cuidarmos do IMPORTANTE, ele vira URGENTE.
    Supervisora Monica Lopes

    ResponderExcluir
  3. Professor,
    Essas idéias são mto importantes para organização do nosso cotidiano, mas como é difícil definir prioridades!!!

    ResponderExcluir
  4. Quando disse em uma capacitação de gestão de liderança, que você Michel , era meu líder ,eu não estava brincando,hoje aprendi mais duas delegar funções às pessoas que confio e com isso aproveitar o tempo com coisas mais importantes e mais urgentes.
    Obrigada, agora entendi que o mais inteligente a fazer é delegar e priorizar.
    C.P Laubeti de Freitas Trentin

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários! Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...