EDUCADORES

02 março, 2006

Planejamento 2006




O PLANEJAMENTO COMO MOMENTO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DO EDUCADOR

Prof. Michel Abou Assali

Planejar não é ato exclusivo do educador.
Quando vamos fazer uma viagem, iniciamos por um pequeno planejamento.
Fazemos um diagnóstico dos nossos recursos financeiros disponíveis, olhamos os pacotes turísticos nos jornais, comparamos preços, estadias, diárias, etc.
Encontrada certa viabilidade, equilíbrio entre o sonho e a realidade, lá vamos nós a preparar a mala, as roupas, acessórios e outras coisinhas.
Logicamente, podemos encontrar problemas por mais pormenorizados e rigorosos que sejamos.
Estou citando a viagem como metáfora para ressaltar a importância do planejamento como essencialmente atividade humana.
Apesar de ser um plano, considero esse tipo de planejamento algo pertencente ao Senso Comum do ponto de vista educacional, ou seja, qualquer pessoa que for realizar uma viagem, elabora ou esboça um plano como atividade muito informal embora necessária.
Ora, considerando que os professores e demais educadores teoricamente são graduados por um curso superior, onde Licenciaturas e Pedagogia pertencem a áreas científicas, o Planejamento e a Organização do Trabalho Pedagógico, creio se tratar de uma atividade onde a aplicação da metodologia científica deva prevalecer, tendo em vista a seriedade com que a profissão o exige.
Entendo que o período de planejamento de uma escola, caracterizando-se com um encontro de pessoas de diversos segmentos, deva ser momento único e rico considerando a importância da participação de todos os setores da escola e comunidade sobre o pensar e o agir.
É nesse contexto social e educacional que as reflexões sobre o papel social da escola é construído coletivamente e onde a participação efetiva do educador se constitui como espaço de auto-formação:enriquecimento individual, e da hetero-formação:enriquecimento do coletivo.
O planejamento, visto nesse contexto, se torna instrumento fundamental enriquecedor na gestão da escola e na organização do trabalho pedagógico das diversas áreas sócio-educacionais e setores do conhecimento escolar.
Então, a coleta de dados que favoreçam um diagnóstico plausível e suficiente, a elaboração de objetivos bem definidos, o estabelecimento de metas, a elaboração das atividades (ações), a avaliação criteriosa, ao serem produzidos nos momentos coletivos, socializados, discutidos, possibilitarão ao educador os argumentos fundamentais e científicos para um trabalho coerente e necessário para o sucesso da escola pública.


OObs: Deixe seu comentário clicando em "comments".

Um comentário:

  1. Marta7:40 PM

    Interessante tb foi o que pudemos observar nas escolas por onde passamos nesses dois dias....parabéns pessoal...as coisas estão acontecendo....sucesso a todos...

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários! Obrigado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...